Cinema: Do outro lado da porta

6/06/2016



Olá criaturinhas fofas!

Eu sumi né? Pois é, quem visitou o blog viu que eu tive um probleminha com o layout mas graças a Deus já consegui resolver tudo, apesar de ter ficado uma semana off.
 Como mudei o layout, qualquer problema de acesso que tiverem ou algum erro que percebam, me avisem, sim?

O post de hoje pra voltar com tudo é a resenha de um filme que vi recentemente e simplesmente fiquei pasma com a qualidade!
 Alguém aqui assistiu "Do outro lado da porta"?

Vem conferir!






Nome: The other side of the door / Do outro lado da porta

Duração: 1h e 40min

Direção: Johannes Roberts

Lançamento: 2016

Gênero: Terror, suspense, drama

Classificação indicativa: + 16 anos

Sinopse: "Em luto pela perda de seu filho, uma mãe é coagida a participar de um ritual que lhe dará a oportunidade de conversar uma última vez com seu falecido primogênito. O rito, porém, abre um portal de comunicação com o mundo dos mortos. Uma força oculta começa a lutar para se empoderar da alma da outra filha da mulher - algo que ela não será capaz de permitir com tanta facilidade."

Trailer:



* * *



 Do ouro lado da porta é aquele tipo de filme que você não dá nada por ele quando assiste o filme entende? Aquele tipo de trama que você acha que já sabe todos os clichês que vão vir.

Vamos começar pela parte visual.
 O filme tem uma coloração um pouco diferenciada, as cores puxam sempre pra um tom mais pálido, algo como palha, que acaba combinando muito com a ambientação do filme.

 Os cenários são bem variados e detalhados, apesar de a maioria das cenas passarem dentro da casa ou no quintal da mesma.

 A iluminação é bem comum, não é um filme nem muito escuro nem muito iluminado.


 Os personagens seguem uma linha bem clássica também, apesar de eu ter achado alguns pontos um pouco forçados, porém, se levarmos em conta o desespero da protagonista por exemplo, talvez seja mais fácil de aceitar.

 Todos os atores interpretaram muito bem seus papeis, inclusive as crianças.

As vozes da dublagem pareceram bem naturais aos ouvidos.


 A trilha sonora e os efeitos visuais e sonoros são um ponto bem forte desse filme.
 Apesar da pouca presença de músicas, as que aparecem caem muito bem com os momentos reservados para elas, assim como os sons.

 O pessoal da maquiagem merece um brinde. Pode não ser a maquiagem mais realista que eu já vi na minha vida, mas com toda certeza é bem perturbadora.

 Os efeitos de computação são bons também, tornam cenas bem tensas em obras primas.



Do outro lado da porta é o típico filme de terror que saímos julgando pela capa e sinopse, deixando de dar uma chance que pode mudar muito a sua visão sobre o filme.

 Apesar dos clichês de filmes desse gênero, Do outro lado da porta trás sustos que você não espera, ou que pelo menos não acharia que seriam tão bons.

O desenvolvimento do filme é até bem rápido, como sempre, temos uma personagem desesperada, que segue por um caminho que você sabe que vai dar ruim, mas se não fosse assim não teriamos filme, não é? kkkk

Se você é sensível a cenas com animais e crianças, com certeza pode se sentir um pouco mal al presenciar algumas cenas, mas nada que faça você pirar não, só um leve choque.

 O desfecho do filme foi bem diferente do que eu esperava. Você não tem um final horrivel, mas também não tem um final perfeito.



Conclusão:

Quer matar o tempo? Quer ver um filme de terror que seja bom? Dê uma chance a Do outro lado da porta. Tenho certeza que você não vai se arrepender.
 Não espere um terror cheio de sangue e mortes brutais, assista-o acompanhando o terror psicológico e as cenas bem feitas.

Nota final: 10 / 10


E ai pessoal, assistiriam?

Fontes informações: Adorocinema.com
 Fonte imagens: Google imagens

Um beijo e até o próximo post!

Onde me encontrar:

You Might Also Like

3 comentários

  1. Finalmente uma resenha que preste do filme. Não aguentava mais ler porcarias a respeito do filme, que não contam sobre a história. Parabéns! Você conseguiu ser ótimo... acho que a resenha tá melhor que o filme em si. haha

    ResponderExcluir